Melhor Sex Shop virtual!

quarta-feira, 16 de julho de 2014

terça-feira, 8 de julho de 2014

(COPA) Brasil perdeu, mas eu ganhei uma Aposta!

Olha meus queridos leitores, o Brasil perdeu, mas eu não estou tão triste assim. Sinceramente. Antes que me atirem pedras pelo anti patriotismo, vou lhes contar o que aconteceu:

Eu e Fernandinha, junto de Caue (já falei sobre ele aqui e aqui), Monica, Marylin e outros amigos estávamos no Bar, assistindo ao jogo do Brasil contra Colômbia, na sexta feira passada, e surgiu uns papos sobre apostas. Assim que o jogo acabou, e ficamos sabendo que o próximo adversário do Brasil seria a Alemanha, Monica começou a apostar com Caue de que o Brasil ia ganhar de 5 à 0 da Alemanha, já Caue apostou em 3 à 2 para o Brasil, eu estava um pouco cético em relação ao Brasil ganhar da Alemanha, afinal de contas, a Alemanha está jogando muito nesta copa, e Fernandinha entrou na história dizendo: 
_Edgar, duvido que a Alemanha ganhe do Brasil! 
Todo mundo da rodinha me vaiou. Disseram que eu não entendia de futebol e começaram a rir de mim, bem, só de vingança, toquei num assunto que a Fernandinha não gosta muito: Sexo Anal.

Me aproximei do meio da mesa e todo mundo sabia que eu ia falar merda, Fernandinha já riu e fechou o circulo, e eu disse: 

_Fernandinha, vamos fazer assim, fechar uma aposta séria aqui: Eu Aposto que a Alemanha vai ganhar do Brasil, e se você não acredita nisso, vamos fazer o seguinte: Para cada gol que a Alemanha fizer no Brasil, eu vou dar uma estocada na sua Portinha dos Fundos! 
Todos da mesa riram e Fernandinha corou. 
Ela não é fã de Sexo Anal, fez poucas vezes na sua vida, e quando fez comigo não aguentou e pediu para parar, mas ela topou, e disse: 
_Tudo bem, e para cada gol que o Brasil fizer contra a Alemanha, vai ser a quantidade de horas que eu vo te manter preso na cama com algemas. 

E ali fechamos o nosso acordo com um aperto de mão.

Hoje, dia 08/07, todo mundo se reuniu aqui no meu Apartamento, onde escrevo essa bela história. Nos reunimos na sala, fizemos pipoca e trouxeram cerveja, eu vestido de camisa da Alemanha, o unico no meio de tanto amarelo e verde. Fernandinha assistiu o jogo no meu colo. 

Primeiro Gol, e gritamos. Caue gritou de felicidade por mim, e Fernandinha já começou a ficar com cara de puta! Segundo Gol e Marylin começou a rir desesperadamente, no Terceiro Gol, Fernandinha já queria parar de assistir o jogo e disse que tínhamos que jogar Truco. Agora, Monica e Marylin riam feito loucas. 

O primeiro tempo acabou com 5 à 0 (como todo mundo sabe), e Fernandinha já estava começando a aprender umas dicas com Marylin de como limpar tudinho o tobinha. 

Todo mundo já sabe como foi, a Alemanha tirou o Brasil da copa em um jogo de 7 à 1. No momento do Gol do Brasil só Fernandinha saltou de felicidade, todos os outros ali na sala já estavam com dó da menina por receber 7 estocadas no cu. 

Ela ficou feliz porque, eu daria as estocadas no cuzinho dela, mas estaria de algemas, preso na cama e ficaria lá preso por 1 hora. Fomos nos despedindo, mas, Caue, Monica e Marylin começaram a implorar para assistir a nossa foda. Eles prometeram que ficariam quietinhos enquanto eu ficaria preso na cama, e iriam contar se realmente seriam 7 estocadas no cuzinho de Fernandinha. Ela a principio ficou com vergonha, mas depois das insistências de Marylin e de Monica, Fernandinha aceitou o trio de voyeures no quarto. Então fomos para o quarto. Caue ainda comia pipoca sentado na poltrona em frente a minha cama. Eu fiquei nu, e Marylin fez uma piadinha sobre o meu pau já estar ereto. Me deitei na cama e Fernandinha ainda vestida subiu em cima de mim e me prendeu. Olhou no relógio e começou a cronometrar, eu ficaria preso por uma hora. Monica e Marylin se sentaram na cama, e ajudaram a Fernandinha a tirar a calça jeans e a camisa do Brasil, ela ficou apenas de calcinha e sutiã. Monica insistiu para ela tirar a calcinha, mas não quis por causa de Cauê.


Fernandinha ficou de quatro na cama e foi Marylin quem colocou a sua calcinha de lado e começou a lambuzar o lubrificante em seu cuzinho. Marylin enfiou o dedo indicador dentro da bunda de Fernandinha e ela berrou. A menina não gosta mesmo de sexo anal, mas não tinha o que fazer. Meu pau já estava duro, quando começou a dar indícios de que ia amolecer, Monica começou a me masturbar. Caue começou a ficar excitado, tirou o pau para fora e começou a se masturbar. 

Monica ficou excitada também e me masturbou com mais vontade. Fernandinha já estava com o cuzinho lambuzado, se levantou, ficou em cima de mim e ficou de cócoras em cima do meu pau. Marylin ajudou, colocou a calcinha de Fernandinha de lado de novo e a menina sentou-se na cabeça do meu pau. 

Aah, não existe sensação melhor do que o cuzinho apertado de Fernandinha. Tocado pouquissimas vezes na vida, um cuzinho praticamente virgem. Ainda com o cuzinho em cima da cabeça do meu pau, ela começou a deslizar para cima dele. Chegou a enfiar a cabeça com muita dificuldade. Para meu pau não deslizar, Monica segurou meu cacete e o manteve ereto para entrar direito no cuzinho apertado da minha ruivinha. Marylin também quis participar e começou a massagear minhas bolas. 

Sensação melhor não há. 
Fernandinha gemeu de dor e desespero, ficou vermelha, mas enfiou um pouco mais do meu cacete para dentro do seu cu. 


Logo em seguida foi para cima e Marylin contou 1 estocada. Fernandinha foi descendo de novo em cima de meu cacete, dessa vez foi um pouco mais, e eu gemi alto quando Marylin contou 2 estocadas. 

Fernandinha começou a rebolar e estava começando a sentir o prazer anal. Apoiou uma mão em meu peito e com a outra começou a se masturbar. 

Gemeu em cima de mim enquanto deslizava seu corpo para cima do meu cacete mais uma vez. Marylin contou 3 estocadas, Monica masturbou meu pau mais um pouco e eu me mantinha ereto mais do que nunca. Meu pau apertado dentro daquele cuzinho apertado de Fernandinha. 
Que delicia.

Sem palavras para uma vitória em uma aposta e ganhar tudo aqui de meus amigos. Caue estava gemendo se masturbando na poltrona, e os gemidinhos de Monica e Marylin são como sempre muito excitantes. Fernandinha sentou no meu pau mais uma vez, mas Marylin não contou. Logo em seguida, sentou de novo no meu cacete e de novo, e só então Marylin contou 4 estocadas. Fernandinha riu e chamou Marylin de vadia:


_Você não está contando direito, porra! 
Marylin se endireitou para o lado de Fernandinha e deu um beijo lésbico na minha querida amiguinha colorida. 


Fernandinha começou a sentar no meu pau mais e mais e mais vezes. Quando o beijo terminou, ela disse em meio a gemidos de dor e de prazer que já tinha sido 7 estocadas no cuzinho dela, mas Monica e Marylin não deixaram ela sair de cima de mim. 

Monica agarrou Fernandinha por trás e começou a massagear seus seios, e Marylin levou seus dedos para a buceta de Fernandinha e começou a masturba-la. Fernandinha não desceu de cima do meu cacete, duro, gozado e molhaddo dentro de seu cu apertado. Ela continuou subindo e descendo nele, cavalgando gostoso. 

Seu cuzinho começou a ficar alargado e pude sentir isso quando ela começou a gemer ainda mais alto de prazer. Marylin e Monica estavam fazendo o que eu faria se não estivesse com as mãos presas pela algema. Fernandinha abriu os olhos e estava fixa me olhando, me ameaçando: 


_Você ... sabe que eu  ... não gosto de fazer anal... seu filho da puta. ... 

E eu respondi com um longo sorriso: 
_Quer eu goze dentro de você? 

Ela continuou cavalgando, sem me responder, continuou gemendo e com o rostinho vermelho de prazer, fechou os olhos de novo e mordeu os lábios enquanto sentia a grossura do meu cacete dentro de seu cuzinho. E então concordou sobre eu gozar nela. 

Eu comecei a meter agora dentro de seu cu. 

Comecei a bombar, movendo meu corpo todo para cima e para baixo dentro de seu cu, e ela começou a gritar ainda mais. Marylin aumentou os movimentos da masturbação em sua bucetinha e enfiou quatro dedos dentro dela. Assim como Monica apertava seus seios e mordiscava a orelha de Fernandinha.


Gozei dentro do cu de Fernandinha, e ela parou. 

Monica e Marylin se distanciaram, desceram da cama. Caue estava se limpando da goza depois de sua masturbação. A minha porra escorria para fora do cu de Fernandinha. Ela desceu do meu pau e a porra toda caiu na cama. Meu pau ainda estava duro.

Eu ainda ficaria mais 30 minutos ali preso na cama, Fernandinha vestiu a calcinha e foi levando nossos amigos para a sala, se despediu de mim e fechou a porta. Me deixou algemada na cama. 

Só depois que o horário de punição acabou, ela voltou para o meu quarto, me tirou das algemas e, cá estou, contando a minha aventura de hoje de tarde, o cuzinho que Fernandinha perdeu com a aposta.