Melhor Sex Shop virtual!

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Ensaios #3


Oi caros Leitores,
Hoje não vim para postar Contos Eróticos como estão acostumados, vim para mostrar-lhes algumas adoráveis ninfetas em uma sessão de fotos. Vale lembrar que, não foi eu o sortudo a tirar a foto destas gurias deliciosas. 

Espero que gostem ;D




Hoje, com vocês, uma morena deliciosa, uma bunda enorme esperando por um pau capaz de descadeira-la de qualquer maneira. Se querem apreciar esta belezinha, siga o link a baixo.


terça-feira, 20 de novembro de 2012

Imagem da Semana #5

Olá pessoal do CENAS MUITO QUENTES!

Desde que postei o ultimo conto "Fim do Namoro com Angela", percebi que um pessoal que acompanha as postagens por aqui com mais frequencia acabaram sumindo! Olhei as estatisticas e o blog teve tantas leituras e visualizações que minha mente quase deu bane: "Gostaram ou nao gostaram?" Fiquei sem entender.
Enfim, hoje vai mais uma IMAGEM DA SEMANA:


Uma loirinha GULOOSA, abocanhando o pau todo!!! Eeeita, é disso que eu preciso a noiteee toda, vocês não tem noção!

Enfim, depois de tanto trabalho, hoje finalmente pude convidar uma amiga para vir aqui pro apê, e dar um pulinho e um pouco mais de atenção para o blog. Estive bastante presente no msn (edgar.oliveira84@hotmail.com), queria agradecer ao pessoal que sempre esta lá para batermos um papinho saudável! Ah, gostaria de lembrar também que, graças a nossa queria LENA, do BLOG DA LENA, temos agora um BANNER maravilhoso! Enfim, por hoje é só pessoal, ótima semana!


sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Amor no Colegial (Fim do Namoro com Angela)



Olá pessoal, hoje vou contar-lhes o motivo pelo qual terminei o meu namoro com Angela, aquela fogosa de 16 aninhos que foi a minha deusa da juventude. 
Vou fazer uma breve recapitulação do que aconteceu até agora: 
No colegial, tinha uma garota, Angela, com fama de chupadora de pinto. Na seca e vontade de meter, eu seduzia ela de todas as maneiras possíveis  ate um certo dia ela aceitar ir pra minha casa. Logo no primeiro encontro metemos, e ela me chupou como nunca. Passou-se alguns dias e continuamos nos encontrando, ela me contou que nunca havia chupado ninguem, e que a má fama era coisa de alunos e alunas invejosas. Eu acreditei, oras, porque não, e começamos a namorar.
Fodiamos todos os dias em casa, já que não ficava ninguém durante a tarde, mas, eis que surgiu o fim do namoro.
Aqui para quem se interessou pela historia completa: Parte1, Parte 2, Parte 3 e Parte 4.

Em resposta a uma pergunta que rolou em um meme aqui no blog (segue o link), eu disse que mandaria a Angela para o Iraque com a Camisa "I Love USA". Bom, acontece que a explicação esta nessa postagem, o motivo pelo qual fiquei muito chateado com a fogosa, foi que ela mentiu para mim, foi a primeira grande traição que tive na minha vida. Imagine um rapaz de 16 anos sendo traído, ele não se controla. Até hoje guardo uma magoa grande por ela. Enfim, fiquem com o conto: 

---

Eu e Angela, nos entre olhando na sala de aula, no meio de uma prova de matemática  Meu pau excitado, não conseguia me concentrar em nada, só pensava na buceta de Angela, e como eu iria segurar a sua cabeça enquanto ela chupava meu pai. Todos os dias eram iguais, nós dois nos encontrávamos em casa, as 15:00, depois que todos saiam para trabalhar. ela sempre chegava cheirosa, pomposa. Subíamos para o meu quarto e tudo começava com uma chupada. Eu era o picolé dela, e ela não vivia sem o meu pau duro.
Era uma época louca, eu não conseguia viver sem Angela, nos finais de semana não nos víamos  porque não tínhamos como ficarmos o dia todo metendo no meu quarto, então, na segunda feira era o dia de descarregar todo aquele desejo dentro da bucetinha dela. Metendo com fúria, fazendo ela gritar de prazer, ejacular no meu pau.
Fora durante uma aula de educação física, eu fiquei sentado na quadra enquanto ela e um grupo de meninas ficaram jogando vôlei  Eu que não tinha nada para fazer, nunca fui esportista, fiquei deitado na arquibancada. Foi quando chegou perto de mim um garoto que no qual eu nunca gostei, seu nome era Pedro, fiel amigo de Marquinhos, o garoto no qual a escola inteira conhecia como o maior comedor de menininhas, a fama dele era de ja ter desvirginado 5 garotas da nossa escola, e claro, ter tirado a virgindade da boca de Angela, fazendo-a chupa-lo atras da escola.
Pedro chegou como quem não quisesse nada: "Fala ae Edgar, tudo beleza?", o cumprimentei, mas continuei deitado, como quem queria dormir.
E ele continuou: "Cara, tu ta namorando a Angela ne?", eu concordei com a cabeça e perguntei: "porque?"
E então veio a bomba: "Então cara, porque o Marquinhos ta com saudades do boquete dela, ele pediu pra eu perguntar, porque, se ela estiver namorando voce, ela noa vai querer chupa-lo ne"
Uma ira incontrolável subiu a minha cabeça, ciumes e uma grande dor no peito me devorou.
"Vai toma no cu Pedro, que porra é essa de Marquinho querer um boquete dela?", o moleque ficou branco de medo. "Manda ele enfiar o dedo no cu e rodar, ela nunca chupou ele, e nem vai chupar, morou?".
Ele de olhos arregalados e penetrados em mim, começou a rir: "Cara, como assim: 'ela nunca chupou e nunca vai chupar'? Tu nao ta ligado que ela é mor boqueteira mano?"

Fechei o punho e ameacei quebrar o seu nariz, eu estava tremulo, nunca fui de briga, mas Pedro se levantou: "Cara, é serio, desculpa te ofender, não quis te irritar, mas, devia conhecer melhor a Angela". E saiu de perto.

Naquela tarde, Angela foi para minha casa, mas as palavras de Pedro ficaram na minha mente. Sem que eu pedisse pela chupada, Angela, no meu quarto, fechou as cortinas e como todos os dias, comigo deitado na cama, ela ficou ao lado das minhas pernas e começou a tirar o meu short. Naquele dia minha mente estava avoada, quando olhei para baixo ja estava com o pau duro dentro da boca dela. Olhei atentamente para ela chupando meu pau, ela tinha pratica. Passava a lingua no meu pau todo, colocava a lingua por toda a borda da pele proxima a cabeça do meu pau, e ia passando a lingua como se fosse um picolé. Depois, abocanhava meu pau novamente, chupando-o inteiro, de cima para baixo. Quando me flagrou olhando atentamente para aquela chupeta, sorriu para mim, e começou a masturbar meu pau com mais vontade.


Depois que ela foi embora, eu fiquei com o pensamento na cabeça, afinal, logo no nosso primeiro encontro, nós acabamos fazendo sexo, Angela era mesmo uma garota muito fácil  não havia sentido ela ser tao 'santa' como se fazia para mim. 
No outro dia, na escola, cheguei para o Marquinho, ele estava em uma rodinha de amigos, ali no meio estava Pedro, que quando me viu chegar perto, avisou Marquinho. Marquinho se virou para mim, ele era alto, cabelos loiros e pinta de comedor mesmo. "Opa Edgar, se quiser falar sobre o que o Pedro comentou contigo ontem, foi mal cara". Interrompi a explicação dele: "Não cara, podemos falar a sós?". Ele concordou. 

Fomos para a quadra onde não tinha ninguém naquele horário  o sinal para entrarmos para sala tocou, então eu tinha que ser breve. 
"Marquinhos, é serio que a Angela ja chupou teu pau?"
"Cara, nao quero causar confusoes, tu ta namorando ela ne?"
"Sim, to, mas, quero saber, é verdade? Ou é zoação, tudo invenção tua?"
Percebi que Marquinhos estava hesitando em contar a verdade, suspirou. A coordenadora já andava pelo patio chamando todos os alunos que não estavam indo para a sala, e então ele confessou: "Cara, sim, eu que fiquei no pé dela pra ela pagar um boquete pra mim, deve ter sido o primeiro dela."

Pronto, eu sabia que aquela menina que se pintava de santinha para mim, na verdade só mentia, desde o inicio.
Entao, para ter a prova real da situação, eu pedi: "Marquinhos, entao faz o seguinte, convida ela pra te chupar, atras da escola, na hora do intervalo. Vo pegar aquela vadia no flagra". E sai de perto, fui para a sala.

Na sala de aula, mal consegui lançar as olhadas sedutoras e quentes que eu e ela trocávamos  Meu corpo estava todo cheio de ciumes, raiva, pavor daquela menina mentirosa, vadia.

Tocou o sinal do intervalo. Eu fui o ultimo a sair da sala. Quando fui saindo, indo em direção ao patio, vi Marquinhos pegando ela pelo braço, no meio da rodinha de amigas dela, ele cochichou algo em seu ouvido e ela riu, corou o rosto. Comecei a observar a conversa de ambos de longe, escondido por de trás de uma pilastra. Li os lábios dela dizendo que não, que não podia porque estava namorando. Mas ele insistiu: "Vamos lá, ninguem vai ver, ninguem vai saber".
Demorou cerca de uns 3 minutos, e ela acabou concordando.

Meu mundo estava acabando, minha visão estava ficando turva de tanta raiva.
Ele pegou na mão dela e foram caminhando para a quadra, passando por de baixo da grade arrombada pelos alunos da noite e foram para trás da escola, onde alguns alunos ficavam fumando maconha, e, onde Marquinhos costumava desvirginar as vadiazinhas. Incluindo Angela.

Passei pela grade depois de alguns minutos, fui indo bem devagar para pega-los no flagra. Não precisei ir muito longe para ver Marquinhos encostado no muro, com as calças arriadas até o chão, e a minha namorada, Angela, de cócoras mandando ver um boquete nervoso no pau dele.
ela estava de costas, e ele virado para mim. Ele me viu próximo da grade e vez um sinal com a mão, querendo dizer: "Foi você quem pediu". Ela nem percebeu, continuou abocanhando o pau gozado de Marquinhos. Eu pensei em aparecer ali e gritar: "SUA VADIA, ME ENGANOU TODO ESSE TEMPO NÃO É?", mas, Marquinhos era um cara popular, metade da escola saberia da baixaria logo de manha. 

Pensei em outro tipo de vingança. 

Meu corpo estremecia de fúria  raiva e ciumes no caminho pra casa. Quando cheguei fui direto para o banho, fiquei la por muito tempo só com a água escorrendo meu corpo. Pensando em como me vingar de Angela: Eu iria foder ela como nunca havia fodido antes. Pela primeira vez a minha excitação e raiva se misturaram, eu iria meter na buceta dela afim de arromba-la, deflora-la, acabar com a bucetinha rosada dela, deixar tudo fodido, acabado.


terça-feira, 13 de novembro de 2012

Delírios de Edgar #4

Olá caros leitores,
Eu sei que estou devendo um Conto Erótico bem picante com vocês, na verdade, já escrevi sobre o termino do meu namoro com a Angela, mas passei aqui para lhes deixar duas lésbicas DELICIOSAS juntinhas, não me contive, entrou para o 'Delírios de Edgar'.



Uma vez uma amiga me disse: "Ah, eu sei que homens tem um fascínio por Lésbicas". Bom, naquele momento eu pensei em videos pornográficos de lésbicas  e, se fosse alguns meses atras negaria a afirmação da minha amiga, mas hoje não mais. Videos com lésbicas são muito mais interessantes que qualquer outro vídeo porno nesses sites ai da vida, porque, na maioria deles, as chupadas são verdadeiras e os gemidos são originalizados de um prazer de verdade, de quem sabe o que esta fazendo ali embaixo, brincando com o sino dourado!

Enfim, por hoje é só.

domingo, 11 de novembro de 2012

Imagem da Semana #4

Olá meus jovens, lindos e fogosos leitores do Cenas Muito Quentes! 

Estou aqui nesta manhã de domingo para mais uma adorável IMAGEM DA SEMANA, e desta vez, uma morena deliciosa REVIRAANDO OS OLHOS de tanto Tesão. Um pau enterrado na bunda e um toque sutil dentro de sua xota apertando seu delicioso ponto G! 


E para começar a semana bem, um Bônus aqui embaixo, só segue o link abaixo:

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Delírios de Edgar #3


Olá caros leitores, 
hoje vim aqui apenas para mostrar-lhes um vídeo que achei maravilhosamente delicioso nesses sites de putaria da vida. Espero que gostem. 

A principio, um casal de namorado, uma menina com sede de tomar uma boa goza, faz um boquete delicioso pro namorado, com direito a punhetas selvagens, chupada profunda, lambidinhas e o que é melhor e mais gostoso quando nós, homens recebemos um boquete gostoso como esse: Ela toma tudinho, até o que escorre pelos dedos!
Você, leitora do blog, tente ver o video sem ficar com vontade de tomar um bom esperma! E você  leitor, tente assistir o video todo sem ter um desejo profundo de receber uma chupada dessas. Bom, eu ja liguei pra minha ninfetinha vim aqui me dar uma chupada!



E segue um bonus, é só clicar no link a baixo:


quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Perguntas e Respostas - Presente la da Casa da Loirinha

ISSO MESMO LEITORES DO CENAS MUITO QUENTES!

Agora, nesta madrugada deliciosa, acabei de descadeirar a minha amiga colorida, ela esta dormindo na minha cama mas eu continuo com um tesão danado, ainda mais depois de ter passado no Hot Spot e visto as fotos da Manuella!

Enfim, vi que o Mansinho, do CASA DA LOIRINHA me deixou um memê, nos comentários da postagem sobre a SRA CURSINO, no CONTO ERÓTICO:  A TREPADA COM A SRA. CURSINO. Fiz questão de responder e postar aqui, neste exato momento!!!

Vamos lá:

A principio, gostaria de agradecer! Eu amo essas parcerias de blogs e também amo saber que alguns integrantes da blogosfera irão poder saber um pouquinho mais sobre mim! Então, sem mais bla bla bla, vamos para as perguntas e respostas:

1. ALGO QUE VOCÊ NÃO FALA PARA NINGUÉM?
Meus Fetiches, embora, na cama, muitas acabam percebendo sem que eu fale!

2 - SE VOCÊ PUDER OUVIR APENAS UMA MUSICA NO PRÓXIMO MÊS, QUAL SERIA?
Certamente, uma musica que me lembra uma das ninfetas mais deliciosas que ja dormi, essa musica era a preferida dela:



3 - UM SENTIMENTO QUE NUNCA SENTIU?
Bom, o sentimento que nunca senti, e que gostaria de ficar sem senti-lo é o de ser HUMILHADO e maltratado por uma dona, como acontece com os casais Cuckold. Na verdade, eu sinto uma graaande inveja de casais liberais do tipo, mas eu não tenho coragem de assumir este tipo de compromisso.

4 - PESSOA MAIS IMPORTANTE PARA VOCÊ?
No momento meus pais.


5 - AGORA ONDE VOCÊ QUERIA ESTAR?
Em Brasilia na cama da Gabriella, ou em Chicago ao lado de duas Lésbicas!


6 - JÁ TE DERAM UM TAPA NA SUA BUNDA, GOSTOU?
Sim, ja deram, e sim, gostei. Foi quando sai com uma menina muuito safada, a conheci em um Bar a meia noite. Ela estava toda vestida de gótica  a convidei para leva-la ate sua casa porque ela estava muito bêbada  No caminho para o carro, ela me deu um tapa na bunda, e disse que queria foder porque a noite era só nossa. Entramos no carro e começamos a foda!!! Não contei essa historia aqui, até que seria interessante.

7 - QUEM LEVARIA PARA UMA ILHA DESERTA?
Provavelmente alguma ninfeta bem peituda, pra poder aproveitar a xota como alivio e prazer, e os peitos para travesseiro! :P

8 - QUEM VOCÊ MANDARIA PARA O IRAQUE COM UMA CAMISA ESCRITA I LOVE U.S.A?
Provavelmente minha namorada do Colegial, Angela, que era falsa e bastante mentirosa. (Escrevi aqui sobre o nosso namoro, e em breve conto o porque terminamos o namoro, e porque essa minha vontade de manda-la para o tal lugar).

9 - O QUE DEIXA SUA VIDA DE CABEÇA PRA BAIXO?
BDSM!

10 - SE EU LHE DISSESSE QUE VOCÊ PODERIA REALIZAR UM SONHO AGORA, QUAL SERIA? 
iria querer uma MANSÃO GIGANTESCA, e que lá morasse comigo 72 virgens!!!

11 - ALGO QUE VOCÊ GOSTARIA DE FAZER, MAS QUE NÃO TEM OU TEVE OPORTUNIDADE?
Ir visitar uma fotografa de fotos sensuais que mora no Canadá. Conversamos diariamente por emails e ela sempre me convida, trocamos fotos e tal, mas, até hoje não tive oportunidades para ir pra lá. Enquanto isso a gente fica trocando mensagens quentes e videos picantes pela web mesmo.

12 - VOCÊ NÃO SAI DE CASA SEM O QUE?
Camisinhas, claro!

13 - JÁ BEIJOU OU BEIJARIA ALGUÉM DO MESMO SEXO?
Não, e, bom, "nunca diga nunca", mas, isso não esta nos meus planos.

14 - O QUE ESTARIA FAZENDO SE NÃO ESTIVESSE FAZENDO ISTO?
Estaria dormindo, amanha preciso acordar as 7 e ainda to na web conversando com alguns leitores.


15 - O QUE ESTA PENSANDO AGORA? 
Em me deitar do lado da minha ninfetinha dormindo na minha cama agora, e cutucar ela com o meu pau duro!!! Pra ver se ela acorda com vontade de partirmos pro 4 round de fodas!!!

Para prosseguir o Memê e responder essas mesmas questões em seus blogs, indicamos....


Bom pessoal, pra finalizar, eu preciso dedicar este meme para 5 blogs, mas, vou quebrar o protocolo e dedicar para os leitores que vierem para este post e fizerem algum comentário  Ou seja, se você é blogueiro e o teu blog ficou de fora do Meme que ta rolando, essa é a sua oportunidade, comente ali embaixo que esta levando o meme para o teu blog, e responda você também estas questões ótimas!!!

Mas de qualquer forma, deixei o comentário sobre este post em 6 Blogs que estão sempre aqui comigo e que eu estou sempre ativo por lá também. Estes são: o Desejos e Fantasias, Rotinas de um Casal, Blog da Lena, Razões e Emoções, Miados e Lambas e Arranhões e o Hot Spot! Muito obrigado!


terça-feira, 6 de novembro de 2012

A trepada com a Sra. Cursino



Olá caros Leitores, para quem perdeu a primeira parte da historia com a adorável Sra. Cursino, segue o link aqui: Parte 1.
Caso já tenha lido, vai poder prosseguir e entender tudo que aconteceu comigo aos meus 14 anos de idade.
Bom aproveito.

Voltei para casa em êxtase furor, vergonha e sentimentos confusos. Havia recebido uma bela chupada da gostosa da vizinha. Não conseguia acreditar. Fui pro quarto, fiquei pelado e me vi nu, meu pau acabara de ser chupado. As melhores e mais agitadas musicas vinham a minha mente, mas eu estava cansado, acabei dormindo. Acordei na hora do jantar, fui pro banho e foi durante o banho que percebi o quanto era sortudo. Me vesti, desci para o jantar.
No outro dia na escola o assunto não foi outro. Contei para o meu melhor amigo da época, Caue, que também explodiu de alegria por mim.

Voltando para a casa, passei em frente a casa da Sra. Cursino, e lá estava ela, se despedindo de seu filho mais velho, que acabara de entrar no carro, deu duas buzinadinhas e saiu. Ela me viu chegando e me deu uma piscadinha. Eu queria dizer algo, mas não tive coragem. Ela percebeu que queria dizer, e antes de voltar para a casa dela disse: "Depois você pode me ajudar com a porta do guarda roupa? Já falei com a tua mãe".

Perfeito, o álibi perfeito para minha mãe nunca desconfiar de nada.

Fui para casa, almocei, e meu pau estava agitado, grande, duro, querendo ser chupado de novo pela Sra. Cursino, não aguentava nem pensar nas batatas fritas. Minha mãe na cozinha lavando louça, e eu pensando nos peitos da Sra. Cursino quando ela lavava louça com camisa branca e sem sutiã. Não aguentei, comi o mais rápido possível e disse para minha mãe que a 'vizinha doida' queria minha ajuda. Minha mãe riu. Naquela época eu costumava dizer que não gostava de alguém que gostava, dizendo que ela era doida, minha mãe nunca suspeitaria que eu estava de pau duro pensando nela. Coisa de criança.

Corri para a casa dela, ainda de uniforme da escola, e ela estava no portão, varrendo a entrada da casa: "Nossa, ja chegou?", e eu: "Sim, vim ajeitar a porta". Ela gargalhou.
Fomos para o quarto dela, a cortina fechada, iluminação do sol, cheiro de incenso. Ela se deitou na cama, e eu deitei junto com ela.
"O que você quer fazer hoje Edgar?"

Meu pau estava duro, só queria mais uma chupada, mas ousei um pouco mais, apontei para os peitos dela. Ela olhou para a direção do meu dedo e fez cara de safada, sorriu: "Você gosta dos meus peitos ne?". Se sentou na cama, tirou a camisa branca e me mostrou aqueles seios enormes. Bicos marrons, de uma mulher que já deu de mama para muitos filhos, e para muitos homens que já a fuderam, claro.

Ela pegou minha mão e colocou no meio de seus seios, eu com a outra (ousado) apalpei o bico do seio ela. Meu coração acelerado de novo, queria era morder aqueles peitos enormes, como nas revistas pornos que eu tinha em casa. Me aproximei dos seios dela, comecei beijando o esquerdo, ela delirou, segurou minha cabeça e deixou aproximado do seu seio. Continuei beijando o seio dela, passei a língua em movimentos circulares pelo bico do seio dela. Ela, ainda segurando minha mão no meio dos seios dela, começou a me guiar, abaixando a minha mão até a sua calça. Ela soltou minha cabeça, ficou em pé ao lado da cama e abaixou a calça que estava vestindo. Ficou só de calcinha.

Eu arregalei os olhos: "Esta acontecendo muito rápido", pensei.
Ela tirou a calcinha, e pela primeira vez vi uma buceta peluda.
As bucetinhas que eu tinha visto anteriormente eram apenas de Jessica aos 12 anos, e da minha prima Helena, aos 13.

De chupar buceta eu entendia, já havia chupado Helena algumas vezes. Ela voltou a se deitar do meu lado, e eu já fui encaminhando para abrir as pernas dela, aproximando minha cabeça entre os vãos de suas pernas. Ela se assustou, não contava que eu seria tão ousado assim. Segurou os seios e ficou de perna aberta, eu entre aquelas pernas deliciosas, fui direto de boca no meio daquela xoxota deflorada, como nas revistas pornográficas que já estava cansado de ver.

Mais tarde ela me ensinaria que o clitóris é o ponto X da questão, e que antes de chegar nele, o homem deve beijar as coxas e os lábios, mas naquele dia eu não sabia de nada. Fui pro sino dourado, continuei beijando aquela buceta, de cheiro forte, os mais extremistas diriam que ela estava cheirando a bacalhau. Eu não posso afirmar este cheiro. Afirmo apenas que era sim um cheiro forte de buceta, assim como um pau guardado por muito tempo fica com um cheiro forte. Nada demais.


Estava suada, fazendo os serviços diários de uma dona de casa. Continuei chupando aquele grelo delicioso, meu pau explodindo debaixo da cueca, eu queria enfia-lo, eu queria ser chupado novamente, minha ansiedade me fazia começar a ficar nervoso, a suar frio, e a chupa-la mais rápido. A minha ideia de satisfaze-la era fraca, não entendia muito bem de orgasmos femininos. Quando fui parar de beijar a sua buceta, ela segurou minha cabeça contra, segurou meu cabelo, parecendo que queria puxa-los, e começou a gemer: "Continua assim, continua assim Edgar". Os gemidos dela me fizeram delirar. Gozei na minha cueca. Continuava lambendo a sua buceta, o cheiro forte, e ela toda molhada, lambuzando a minha cara, quando tentava tirar o meu rosto da sua buceta ela me puxava mais, meu nariz já estava nos seus pêlos, minha boca toda lambuzada com seu gozo. Chupei a buceta, segurei os lábios vaginais com os meus lábios e comecei a sucção. E veio um jorro de goza na minha cara.

Ela riu, me soltou, gemeu. Olhei para ela, de pernas abertas, estava vermelha: "Edgar, onde aprendeu isso?". Não pude responder, não falaria que já havia chupado minha prima. Ela se ajoelhou na minha frente, agarrou a minha calça e começou a tirar, viu minha cueca melada, meu pau ainda duro. "Que ótimo que ainda ta duro, Edgar, faz um favor?".
Fiquei olhando atento para ela.

Ela se sentou na cama, ficou de pernas abertas, abriu bem a sua buceta larga e cheia de pêlos, agora todos molhados, e me disse: "Enfia aqui no meio ó", e apontou para mim a entrada de sua buceta.


Me aproximei da velha, ela segurou o meu pau com os dedos e foi indicando o caminho. Entrando lentamente dentro da xota deliciosa da sra. Cursino. Era quente, assim como enfiei a cabeça do meu pau dentro da bucetinha de Jessica. Aos meus 12 anos, eu gozei assim que penetrei Jessica, mas agora, ali, em cima de Sra. Cursino, eu não gozei. Ela segurou o meu quadril e me aproximou. Me guiando a primeira metida. Eu tirei meu pau, as pontadas de um gozo precoce surgiram, mas ela me puxou de novo contra seu corpo. A segunda metida já sentia o gozo vindo para a cabeça do meu pau. Me afastei e ela me puxou mais uma vez, o meu gozo esporrou dentro de sua buceta larga, e já fora escorrendo pelas beiradas dos seus lábios vaginais.

Ela riu: "Ah, que delicia, já gozou querido". Meu pau continuou duro, e eu continuei com as bombadas. Ela se surpreendeu: "Isso, delicia, continua metendo em mim vai". E eu consegui mais algumas metidas, antes que meu pau começasse a amolecer e a dobrar quando eu tentava dar mais metidas.

Meu pau não pareceu causar tanto prazer nela, quanto minhas chupadas, mas ela se deitou, pediu para eu me deitar ao lado. Me socou um beijo de língua e me explicou que aquilo era um beijo francês. E completou: "Olha, se continuarmos assim, da até pra você vir morar aqui comigo heim".


Essa relação entre eu e a Sra. Cursino não durou muito, infelizmente minha mãe começou a suspeitar quando eu comecei a sumir todas as tardes para a casa da fogosa, mas que aproveitamos muito, com certeza. Com ela aprendi o que era uma xoxota de verdade, aprendi sobre orgasmos femininos e ela me ensinou a como fazer durar a minha ereção. além de professora de Português, a Sra. Cursino fora uma ótima professora sexual para mim.


E então, gostaram? Se sim, deixem um comentário, se não, deixem tambem, afinal, posso aprender com os meus erros e arrumar para os proximos textos! Por hoje é só caros leitores.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Áudio Conto - Michelle, ruivinha gostosa lá no Rotinas de um Casal!

FALA PESSOAL DO CENAS MUITO QUENTES!


Mais uma vez, vim aqui para avisar-lhes que o pessoal do ROTINAS DE UM CASAL, os magníficos, magnânimos, excelentes em divulgar o nosso trabalho e fazer do Mundo Liberal cada vez mais próximos de nós, e cada vez algo mais normal no nosso dia a dia, levaram mais um conto daqui para lá, para gravar um delicioso ÁUDIO CONTO, desta vez, a Aventura foi a com Michelle, em "ESPANHOLA, MOTEL E MICHELLE"!

Segue aqui o Áudio conto, é só apertar play e aproveitar!


video

Bom, aqui segue o link do blog do Rotinas de um Casal, que, claro, é um blog que TEMOS que visitar TODOS OS DIAS, é uma obrigação, noticias novas sempre, imagens quentes, contos de pirar a cabeça!!!
Caso queiram ler o Conto Erótico já postado aqui no blog enquanto ouvem a bela voz da Carol, segue o link aqui.


domingo, 4 de novembro de 2012

Imagem da Semana #3

Olá meus caros leitores!

Essa semana foi uma LOUCURA! Nem imaginam! Voltei a trabalhar em agencia de modelos, isso é, dei uns tempinhos com o serviço de free lancer, preciso pagar umas contas que estão paradas e outras que acabei assumindo. Espero voltar a ser fotografo free lancer o mais rápido possível, talvez na próxima semana ou no próximo mês!
Sinto falta de ser fotografo free lancer, pelo simples fato de poder ir em todos os eventos, conhecer gente nova, e acabar dormindo com as mais variadas garotas lindas de mais variadas regiões. Mas tudo bem, onde estou trabalhando tem algumas guriazinhas bem gatas, e a minha chefe anda dando um mole! Eita, se cai na minha teia!

Bom, pessoal, com vocês, a IMAGEM DA SEMANA:


Japinha peituda vestida de oncinha, fodendo gostoso!!! Que seios deliciosos, oooh vontade LOUCA de me enfiar ali no meio!!!

Para deixar todo mundo animado, cá deixo um bônus, é só clicar abaixo:


sexta-feira, 2 de novembro de 2012

A chupada da Sra. Cursino

Oi caros Leitores do Cenas Muito Quentes, hoje, mais uma vez vou contar a historia de quando tinha de 14 pra 15 anos.

Já fazia um ano que havia enfiado o pinto na bucetinha ainda sem pêlos de Jessica (quando eu tinha 13 anos), e desde então meus instintos e meu pau acabavam aparecendo e me deixando louco. Contei aqui também da vez que acabei chupando a bucetinha da minha prima mais nova (quando eu tinha 14), e não foi só por ai que minha historia sexual de quando eu era um adolescente acabou.

Eu andava pelos supermercados e livrarias comprando livros de bolso sobre sexo para poder me masturbar, roubava playboys e outras revistas para poder continuar me masturbando o dia todo. E quando via minha prima Helena eu sempre dava um jeito de conseguir algo com ela.

Foi então que se mudou para o lado de nossa casa a Sra. Cursino. Uma professora com 40 anos, peitos enormes e uma bunda deliciosa. Me fazia socar cerca de 8 punhetas todos os dias. Ela se mudou junto com dois cachorros, era viuvá e seus filhos casados, que apareciam em sua casa só aos finais de semana. Como eu ia para a escola de manhã, a tarde toda eu ficava na janela, vendo ela lavar a roupa e as vezes lavar a louça, lá na janela da cozinha da casa dela.
Ela sempre usava camisas brancas, e quando mexia com água seus seios ficavam aparecendo. Eu sempre fui apaixonado pelos seios enormes da Sra. Cursino.

Certa vez minha mãe a convidou para ir em casa, eu tinha acabado de bater uma punheta no banheiro, e sai de la sem lavar as mãos. Minha mão estava cheirando a pinto, passei ao lado dela com medo de alguem sentir o cheiro de pau gozado, mas, ela acabou fazendo outro comentário. Comentou com a minha mãe "Nossa, como seu filho é grande, já tem namorada?". Meu pau cresceu na hora, corri pro quarto pra socar mais algumas punhetas pensando naquela gostosa.

Tinha algumas noites que ela ficava ate tarde assistindo TV, podia ver a luz da TV la da sala da casa dela, da janela do meu quarto, ela sempre deixava as cortinas fechadas, mas eu sabia que ela estava acordada. Os dias foram passando e eu nunca falava com ela, apenas olhava a fazendo os serviços de casa e ficava socando uma punheta, pensando naqueles peitos, pensando naquela bucetona larga. Um dia fui flagrado por ela, enquanto eu estava hipnotizado pela sua bunda, quando ela se abaixou para pegar uma camisa do chão. Tentei me esconder mas ela já tinha me visto, foi indo em direção a minha casa. "Fodeu, ela vai contar pra minha mãe", pensei.

Ela bateu no portão de casa, minha mãe saiu para atender e eu fui atras, para ouvir o que ela iria dizer, com certeza iria dizer que eu ficava com a mão no pinto olhando para ela, da janela do meu quarto. Mas para minha surpresa, não foi isso: "Eu preciso de um homem valente la na minha casa pra me ajudar com o quarta roupa, ele pode ir até la?"
Quase chorei de felicidade!
Ela não tinha contado para minha mãe  mas, também quase chorei de vergonha, não sabia me comportar do lado dela.

Acompanhei a Sra. Cursino até a casa dela, entramos pela sala, e que casa linda. Tinha cheiro de incenso  se não me engano, algum indiano, óbvio que na época nem sabia de onde vinha o cheiro. Sua casa era arrumada, perfumada, tudo no lugar. Percebi que além dos dois cães, ela também tinha alguns hamsters. Perguntei porque ela tinha tantos animais, e ela me disse que era porque se sentia muito sozinha. Nos tempos de hoje, teria reconhecido isso com uma cantada, mas na época fiquei com dó: "Ela sente falta do marido", pensei comigo.

Ela me levou ate o quarto dela, ela disse que a porta do quarta roupa estava caindo, e que quando caísse eu teria que parafusar para ela. Logo saquei que fora uma desculpinha esfarrapada só para me levar até ali. Ela se sentou na cama, e sem vergonha alguma pediu para eu sentar do lado dela.
Sentei com vergonha, meu rosto estava vermelho, quando achei que passaria por um sermão, lá veio:
"Você estava fazendo o que la da janela do seu quarto heim?"
Não respondi.
"Você estava tocando aqui?" -- e para minha surpresa ela tocou o meu pau sob o meu short.
Meu pau por sua vez me traiu, me deixou na mão, não cresceu, não reagiu.

"Você gosta de me espiar todo dia ne?", continuei sem responder, e ela continuou com a mão em cima do meu pau. "Eu já tinha te visto, e sei que na sua idade você gosta de brincar com ele".
Respondi que sim com a cabeça, tentei ter coragem, afinal, se ela estava agarrando o meu pau, era porque finalmente eu poderia comer aquela coroa!

Ela riu, continuou massageando meu pau por cima do short. Ela então se ajoelhou em minha frente e com jeitinho delicado, olhando nos meus olhos, segurou minha cintura, segurou o meu short, e começou a puxar.

MINHA CABEÇA ESTAVA A MIL!
Não acreditava que aquela vizinha gostosa iria me despir. Isso, se acontecesse com um cara mais velho e uma menina de 14 anos, com certeza seria tratado com polemica hoje em dia (como sempre, na verdade), mas estamos falando de uma mulher mais velha abusando de um garoto mais novo, o que torna as coisas um pouco amenizadas, apesar da hipocrisia do assunto.

Ela abaixou o meu short até os meus joelhos, estava de cueca, e ela continuou massageando o meu pau, pequeno na época  mas cheio de pêlos. Ela elogiou: "14 aninhos, já tem bastante pêlos heim Edgar, posso ver?", Ainda tentando criar coragem, disse que sim.


Ela abaixou a cueca, meu pau começou a se levantar, ainda tímido  Eu estava corado, não acreditava, meu coração a mil e meu corpo todo tremendo. Ela riu: "Relaxa menino, deita". Deitei na cama dela, olhando para o teto. Não demorou muito ela começou a masturbar o meu pau. Ainda estava sensível da punheta que tinha tocado a uns 10 minutos atrás, e para minha surpresa, senti a língua dela.

Olhei rapidamente para o que estava acontecendo, e ela, de olhos fechados estava la, chupando o meu pauzinho, duro, e cheio de pêlos, meus primeiros pêlos.

A língua passava de um lado para o outro, a boca dela era enorme para o meu pau tao pequeno, ainda em fase de crescimento. Sentia a sucção de sua boca, querendo sugar o que eu não tinha, passeando a boca para cima e para baixo, deixando seus lábios passarem por toda a extensão do meu pinto. Ela ia chupando ele como quem chupa uma colher de pau com chocolate após o bolo. Não aguentei a pressão, acabei sentindo a sensibilidade e gozando na boca dela. Aquele gozo ralo de quando se é jovem.

Ela riu, engoliu e mostrou a língua para mim: "Esta melhor agora Edgar?"



Meu pau continuou duro, não amoleceu, ela continuou batendo uma punheta para mim, colocou a outra mão no meu peito, e disse pra eu relaxar. A casa dela cheirosa, começou a me dar sono, eu estava no paraíso. Meu pau muito sensível, começou a amolecer, não gozei mais. Ela levantou a minha cueca, e eu levantei meu short. Ela ficou de pé, e me convidou: "Sempre que tiver vontade, não fica batendo punhetinha não, vem me ver, ta bom?"

Eu concordei com um largo sorriso no rosto, iria voltar ali amanha após a escola, com certeza! Apesar da vergonha. Ao passar pela casa dela novamente chegar no portão de casa, fui sem dar um pio, apenas pensando na chupada que tinha recebido da mulher mais gostosa da minha infância. Fui sem olhar para trás  de medo de ela estar lá me olhando, me medindo.
Foi só depois de um banho de noite que percebi que era o jovem mais sortudo do mundo.

----
E você, que também sempre viajou em uma coroa na infância, comente algo! Critique caso não tenha gostado ou elogie caso tenha algo a elogiar. Teu comentário é alimento para o blog!!!