Melhor Sex Shop virtual!

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Katja, em Berlim


Há alguns anos, fui para Alemanha, conhecer Berlim sempre foi um sonho, correr por Hamburgo também.

Nessa minha viagem conheci Katja, uma fogosa morena com um rabo delicioso. A mesma também é fotografa, e tinha o emprego de fazer fotografias eróticas.

Não preciso nem contar muita historia pra dizer que fomos logo para o apartamento dela, como eu não falo alemão, só um pouco de inglês, os nossos diálogos eram sempre curtos e grossos: "Let's have sex before or after dinner?" (Vamos transar antes ou depois do jantar?).


Nunca vou me esquecer do cheiro que senti quando comecei a beijar o seu pescoço, cheiro de sabonete caro, misturado com o cheiro poluído de transito, uma vez que ficamos durante o dia todo andando de moto, pois, além de me apresentar um emprego que me fez sonhar alto, ela também foi a minha guia turistica por toda Berlim.
O cabelo liso estava todo embaraçado, meus dedos enrolavam no cabelo dela, e isso a fez excitar e rir.

Na cama ela foi subindo em cima de mim, tirou minha calça e eu fui chupando seus seios, levantando seu sutiã.
Ela fui se abaixando depois de certo tempo, se despindo aos poucos me pagou um boquete delicioso, passando a língua na cabeça do meu pau, não deixou nenhum centímetro para trás.

Quando voltou em cima de mim meu pau já estava entesado a ponto de querer explodir, tirei sua calcinha e comecei a penetração. Ela não gemia, ficava sempre muda, beijando meu pescoço e minha orelha. Em alguns instantes dizia 'fuck fuck' mas era só. Bastante fria.
Comecei a meter com mais velocidade, a unica coisa que conseguia arrancar dela eram suspiros. Ela arfava bastante, o clima começou a ficar quente e os suores em nossos corpos apareceram. Deliciosa Katja, mexia sua bunda deliciosamente, jogando meu pau pra frente e pra trás, e cada vez mais fundo dentro de sua buceta molhada. Cavalgava calada, as vezes pronunciava em Alemão algo, mas quando percebia que comigo tinha que falar em inglês pedia para eu esquecer, e continuava metendo aquela xota pesada em mim sem parar.

Senti as primeiras contrações em sua buceta depois de longos 30 minutos metendo. A coloquei de costas para mim, grudei em seus seios e continuei metendo. Ela gemeu um pouco mais, logo, saquei o ponto fraco e a posição favorita da morena deliciosa.

Bombei mais naquela xota gostosa, senti o gozo dela saindo para beiradas de sua buceta, escorrendo pelo meu pau. O animo e o cheiro de sexo me animaram ainda mais. Bombei com mais gosto, via sua bunda sendo espancada pelo meu corpo e ela aumentando o volume dos gemidos, agarrava-se na coberta da cama como se não fosse aguentar.

De repente agarrou minha cabeça e começou a morder minha orelha de leve, continuou apenas com os suspiros de leve, mas sabia que estava gozando freneticamente. A fiz contrair por mais de algumas vezes e ela não pedia tempo, não pedia para parar, apenas aguentava as contrações, e mesmo com a xota sensível e vermelha ela continuava querendo pica, mais, mais e mais.

Até que não aguentei mais segurar. Aquele momento infelizmente chegou, a goza saltou das minhas bolas para o pinto e do pinto para fora sem que eu conseguisse avisa-la ou segurar. Gemi como um cavalo cansado de meter.


E ela rebolando aquele corpo todo me tirou de cima dela. Exausta. Não reclamou de eu ter gozado dentro de sua buceta. Quando tirei meu cacete, a porra começou a escorrer. Ela passou os dedos, apanhou um pouco da minha porra e lambeu por entre seus dedos. Ela se sentou, riu da minha cara abestalhada após o gozo. Se deitou e disse que dormiria.

Sempre havia ouvido que as mulheres alemãs (assim como as Russas) são bem frias na cama. Bom, ao meu ponto de vista, Katja só precisava era da posição correta pra começar a esquentar.


Deliciosa, mantivemos contato durante todo o tempo em que estive na Alemanha, até mesmo acompanhei ela em alguns trabalhos em paralelo que ela havia conseguido. Assisti alguns ensaios de lindas garotas alemãs que queriam fazer um book com pouca grana.



Katja é um dos presentes internacionais que recebi nas minhas grandes viagens, nunca vou escrever aquela Alemazinha fogosa!

6 comentários:

  1. Olá!
    Que bom que gostou do meu blog, também gostei muito daqui e estou seguindo também, ok?
    Fique a vontade para pegar imagens lá...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Adorei as fotos..e os relatos...show...
    Vin do agradecer a visita..bjk

    ResponderExcluir
  3. Olá, Edgar! Vim retribuir a visita e aproveitei pra conhecer seu blog...
    Quantas aventuras, hein!
    beijos borboléticos!

    ResponderExcluir
  4. Oi Edgar!
    Obrigada pela preferencia!
    Parceria aceita, adicionarei teu link ao Blog da Helena, assim que chegar em casa à noite!
    BJOS
    Lena

    ResponderExcluir
  5. bem vindo ao clube... vc vai ver que isso sera um vicio apaixonante.

    Tb te sigo!

    ResponderExcluir
  6. Hummmmmm que delícia!!!!
    Beijos prometidos

    ResponderExcluir